Detona, meu bem!

Era 2001, acho. Pelo sucesso na antiga MTV, a gente resolveu convidar a galera do Hermes & Renato pro Vitrine. Aquele humor era diferente, tosco, inédito na TV brasileira. Marcelo Tas entrevistou Bruno Sutter e um outro do grupo enquanto eu observava ali no fundo do cenário, monitorando o chat ao vivo. Ou pager, avô do whatsapp, sei lá

Corta pra 18. Ou melhor, 2011. Exatos 10 anos depois, eu já na ESPN, precisava de um convidado pro Bola & Música. O programa semanal da extinta rádio Estadão/ESPN entrevistava músicos sobre futebol, e vice-versa. A produtora sugeriu: Bruno Sutter. E eu: quem? Aquele do Hermes & Renato, que tava no Legendários, o Detonator do Massacration. Ah, tá. Mas ele gosta de futebol? Adora, torce pro Flamengo, é fã do goleiro Bruno. Não era lá uma boa fase pro Bruno ser fã do Bruno, mas segue o jogo, chama o cara e vamos ver no que dá.

O programa foi legal pacas, demos altas risadas, falamos de futebol e música, golaço. Rolou uma cumplicidade: ambos fãs de rock, nascidos no RJ e flamenguistas. No final, pro convidado não sair de mãos abanando, dei um CD dos Soundtrackers de presente. Atirei no que vi e acertei no que não vi.

RR e bruno mic

Algum tempos depois, no lançamento de um livro, trombei o Bruno de novo, que disse ter adorado o CD. Aproveitei e disse: o cargo de vocalista tá vago, a Paula tá cantando sozinha. E ele: pô, deixa eu entrar! Sério? E emendei: a gente não toca metal, no máximo um AC/DC, você vai cantar Bee Gees? Pior que cantou: foi justamente Stayin’ Alive que fez o meu chapinha (sic) cabeludo passar no teste. Sim, eram três cantores na audição, ele ficou com a vaga por unanimidade.

10653599_953069318043132_4781101826009707691_n

Cerca de três anos depois e quase 200 shows, Bruno passa o bastão de volta ao cantor original, Fábio Nogueira, o Nog. Na verdade, rolou uma inversão, um virou sub do outro. A carreira solo do “filhinho do deus metal” está chamando e esse bonde não se pode perder. Sucesso no spotify, na Kiss FM e na Amada Foca, o metaleiro mais fofo que eu conheço vai deixar o boné do Wayne de lado por um tempo pra mergulhar de cabeça (e peruca) no personagem mais bem sacado do heavy metal brasileiro. Detona, meu bem. Estamos aqui na torcida e te esperando pra próxima canja. Valeu pelos serviços musicais e humorísticos prestados, foi um prazerzaço. Party time! Excellent!

10672214_953074321375965_6425275267543922952_n

Anúncios

Sobre RR TV

Apresentador de TV, idealizador e guitarrista dos Soundtrackers, e autor dos livros: As aventuras da Blitz, Almanaque da Música Pop no cinema, London London - O único guia para conhecer Londres usando o metrô e Paris Paris, que segue o mesmo conceito.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Detona, meu bem!

  1. Muito bom, mesmo. Não tinha ideia de que foi assim que se conheceram, muito menos que ele entrou pra banda, hahaha! Muito boa história. Engatilha mais um livro, aí!

  2. Rute disse:

    Amooooo
    Bruno Sutter dentro ou fora do The Soundtrackers…. Desejo todo sucesso pra ele e pra vcs!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s