Pague para entrar, reze para sair (Réveillon em Londres)

Indo direto ao ponto: como em qualquer outra cidade grande do mundo, ano-novo é meio roubada. Não importa se é Londres, Paris, em Copacabana ou na Paulista. Juntou muvuca na rua, a treta é parecida. Você até chega numa boa, mas já começa o ano pagando os pecados na hora de voltar.

Na terra da rainha dá pra virar o ano num pub, numa baladinha fechada, em alguma festa particular e, claro, na rua. Mas a categoria “na rua” é dividida em duas: pode ser em um dos 100 mil lugares disponíveis das “áreas coloridas” no entorno da London Eye – onde oficialmente rolam os fogos – ou então de algum ponto que ao menos dê pra ver e ouvir à queima de longe.

IMG_3868

Para ser um dos 100 mil contemplados, tem que desembolsar 10 euros e conseguir comprar o ingresso, o que nem sempre é fácil, principalmente pra quem não mora na cidade. Já pra espiar à distância, basta pintar em Trafalgar Square, uma praça bem famosa e central da capital inglesa. Dali, por uma brecha entre prédios, espichando o pescoço da pra ver um Big Ben e até um pedaço da London Eye. A estação Charing Cross do metrô fica bem ali, mas rola descer em Embankment ou Piccadilly Circus numa boa. Até aí, tudo certo.

A queima de fogos, ao som dos DJs, dura exatos 12 minutos. Pontualidade britânica. Aí você quer bancar o esperto, afinal são décadas de experiência, e resolve já ir fazendo o caminho de volta ainda durante o espetáculo pirotécnico. Primeira surpresa: a estação que te levou até lá fechou, rá! Ué, mas o metrô não era 24h na virada? Pegadinha da Rainha! As estações mais próximas às tais áreas coloridas demoram a reabrir, deve ser alguma estratégia de transporte público, whatever. Mas como tem muita polícia na rua, basta perguntar a estação mais próxima em operação. O seu guarda, muito solícito como na música do Caetano, informa: Temple.

IMG_3882

Mais 15 minutos de caminhada e… Temple fechada! Outro guarda, mesma pergunta: estação mais próxima aberta? Holborn, responde o policeman. Mais 15 minutos andando e fica fácil perceber que o underground se aproxima: é tanta gente aglomerada na porta que de longe dá pra ver, parece a entrada de um Chelsea x Tottenham. Desisto e sigo andando, resolvo tentar um táxi. O problema é que o perímetro de ruas fechadas é gigantesco, demoro outros 15 minutos até achar uma via liberada para carros. Mas e o black cab, cadê? Quando aparece um, tem gente. Pior que Nova Iorque em dia de chuva. Desencano e vou andando sem rumo num frio de 7 graus até achar outro metrô ou um táxi, nowhere to go.

O que eu acho é uma barraca de hot-dog. Sem nada pra fazer, como um podrão pra repor as energias, afinal a caminhada já durava uma hora. Conversando com o ambulante, descubro que tem uma estação ali do lado: Russel Square! Linha azul, a Piccadilly Line, vamos nessa. Mas o funcionário do tube avisa: evite Holborn, as plataformas estão caóticas, vá para o sentido King’s Cross. Beleza, essa é enorme: de lá partem os trens para Paris e Hogwarts, direto da plataforma 9 ¾. Em St. Pancras basta pegar a Circle Line sentido Paddington para Bayswater e… pera, tem que descer em Edgware Road, porque a circle obviamente anda em círculos e vou ter que trocar de trem outra vez. Vai vendo.

Resumo do primeiro dia do ano: fui chegar de volta no hotel 2h depois do início da famigerada queima de fogos londrina. O que me consola é que no Brasil são 2h pra trás e o povo de Copa ainda tava começando a pular as ondinhas. Quando eles chegarem em casa eu já estarei mais encravado na cama do que a Excalibur na pedra, nem Rei Arthur dá jeito. Happy new year and…

IMG_3879

Anúncios

Sobre RR TV

Apresentador de TV, idealizador e guitarrista dos Soundtrackers, e autor dos livros: As aventuras da Blitz, Almanaque da Música Pop no cinema, London London - O único guia para conhecer Londres usando o metrô e Paris Paris, que segue o mesmo conceito.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s